Lançamento Beeing Bainha: enaltecer o património sem nos darmos conta disso

27.4.16

Na semana passada fui ao lançamento da nova colecção da Bainha de Copas. Já sabem que entretanto comecei a seguir de perto esta marca invulgar e a inspiradora Graça que, em conjunto com uma equipa simpática e criativa, lhe dá vida.


Quando a Graça me perguntou se eu ia ao lançamento – que foi no dia 21 de Abril, na Loja das Meias das Amoreiras -, eu inventei uma aula que nem tinha para depois aparecer de surpresa. Ela não sabe, mas a surpresa ainda me fez melhor a mim do que a ela! É que eu sou uma pessoa exterior à marca e tive a sorte de ver finalmente expostas as pessoas que fui vendo a serem testadas no ecrã do computador da Rafaela enquanto escrevia o artigo em que vos dei a conhecer a Bainha de Copas. Foi o acompanhar (muito leve!) de um processo e depois ver o resultado ali a colorir os cabides e a gritar nas mãos de quem lhes tocava!

Eu e a Graça no lançamento
A nova colecção, que foi construída (com) e inspirada pelas 18 oficinas e ofícios do Museu de Artes Decorativas FRESS, tem o nome de Beeing Bainha. Porquê? Porque o mote inicial foi uma abelha-mestra num ferro de gravação de livros a ouro com mais de 100 anos.

Já imaginaram peças de roupa criadas a partir de papel marmoreado, ouro e madeira embutida? Vejam aqui. Elas existem e são Bainha de Copas!

Clutch bordada com flores azuis e rosa
Todas são únicas.
Até dia 4 de Maio podem visitar a exposição Beeing Bainha quer na Loja das Meias das Amoreiras, quer na de Cascais. E não, não pensem que esta colecção veio descontinuar a colecção anterior porque, na Bainha de Copas, tudo é eterno! 

Também vais gostar:

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.