O paraíso aqui tão perto: Vale D'Azenha Hotel Rural & Residences

4.5.16



Tinha ficado de olho no hotel quando, há uns largos meses, num dos meus passeios com os meus avós, o vi. Os tons claros, aquela paisagem e os tons da piscina encheram-me a vista. Meses depois, o Vale d'Azenha Hotel Rural & Residences abrira e era notícia em todo o lado. Tem quatro estrelas e já conquistou um 9.3 rechonchudo nas avaliações da booking.

O hotel situa-se na Cela Nova, muito perto de Alcobaça, e abriu no final do ano passado. Já atrasada para vos dar a notícia em primeira-mão, visitei a unidade hoteleira no Domingo que passou. Achei que aquela paisagem soberba não podia deixar de ter o lugar dela aqui no blog. E se querem saber… nem o resto podia faltar aqui! Achei maravilhoso.

Quem me recebeu foi a simpática Anabela, assistente da direcção do hotel. Explicou-me de imediato que o hotel estava lotado. À minha volta, crianças saltitavam com o sol que estava lá fora. A alegria que uma piscina e um lugar bonito causam, já viram?



Ali, “tudo tem a ver com um tema… que é o rural”, disse-me a Anabela. De facto, os tons castanhos e verdes destacam-se na decoração do hotel. À medida que ia passeando pelos corredores com a Anabela, ia ficando a saber que cada quarto tem uma temática diferente e que essa mesma temática vai ficando evidente nos desenhos da alcatifa que introduz cada um deles. Há “também inspiração nas espécies autóctones”, ouvi. Desde a papoila à romanzeira, não esquecendo a roseira e a alfazema, todas elas foram lembradas durante o processo decorativo de cada quarto ou residência.

Naquele espaço há 17 quartos, 2 suites e 6 residências temáticas. Espaços como o restaurante, sauna, jacuzzi, ginásio e sala de massagens fazem também as delícias de quem opta por conhecer (ou revisitar) a região Oeste de Portugal.


 

“Ninguém pensa que vem de férias para a Cela, apesar de ser uma zona simpática. A ideia é vender a zona Oeste”, explica-me a assistente de direcção. O hóspede – que ultimamente é mais estrangeiro do que português -, “aceita sempre as sugestões” dos colaboradores do Vale d'Azenha Hotel Rural & Residences. Espaços como Sintra, Lisboa, Coimbra e Nazaré quase nunca ficam por visitar.


Sendo este um hotel de quatro estrelas e estando situado numa zona rural, um dos pontos fundamentais é ajudar a economia local de alguma forma. Para isso, a Anabela explicava-me que as louças e os fornecedores são locais – porque isso também “traz qualidade de serviço”. Depois conta-me: “acontece muito as pessoas que vêm cá das grandes cidades dizerem que nunca comeram alface tão estaladiça” – pudera!, “os legumes, o máximo que têm são 24h”, diz-me enquanto sorri.


Quanto ao restaurante, é óbvio que também vos trouxe informações sobre ele. “Não é uma cozinha de autor, mas sim uma cozinha de sabor”, confidenciou-me a Anabela enquanto o sol me aquecia o rosto, lá, na varanda do hotel onde conversámos. A ideia defendida pelo hotel é explorar ao máximo os sabores genuínos do país e da região. Os preços, esses, são idênticos aos preços praticados nos restaurantes próximos. Aliás, dizia-me a entrevistada que a intenção é mesmo essa: “dar ao cliente qualidade a um preço justo”. Mesmo que não sejam hóspedes, podem experimentar, pois o restaurante está aperto ao público.

Se têm animais de estimação e estão entretanto a dizer-me que não vão ao Vale D’Azenha porque não os querem deixar sozinhos, digo-vos já que essa desculpa não cola no meu frigorífico. É que as residências do hotel são pet friendly e aceitam animais de pequeno porte. Num espaço rural, esperavam o quê, afinal?


                                    

Também vais gostar:

1 comentários

Com tecnologia do Blogger.